Blog O que é que a Bateia tem?

Comunidade da Bateia (pronuncia-se Batêia). Não é fácil chegar aqui. A cidade de Castelo fica a 140Km de Vitória, no Espírito Santo. A comunidade, por sua vez, fica a 23km de Castelo, subindo por uma sinuosa estrada de barro até uma atitude de 750m. Chegando aqui, percebe-se que valeu a pena cada cm do trajeto. Fundada em 1902 por imigrantes italianos, a comunidade mantem as tradições dos primeiros aventureiros que aqui se estabeleceram. O nome Bateia foi dado numa alusão a um utensílio de madeira que era usado para apanhar ouro, metal abundante aqui naquela época.

foto_blog_4

Atualmente, Castelo está ficando famosa por conta de outro tipo de ouro. O café. O clima é perfeito para o seu cultivo e a dedicação italiana está presente em todos os momentos. Os sobrenomes das famílias não esconde que a comunidade é um pouco fechada. Nalli, Tomazini, Sartóri, Fávero e Fioresi são algumas que cultivam café na comunidade.

foto_blog_5

Mas, apesar de valorizar a cultura dos seus antepassados, a comunidade é incrivelmente hospitaleira e nos recebeu de braços abertos no nosso Coffee Hunting 2015. Foi um festival de simpatia, gentileza e, claro, comidas italianas fartas e deliciosas.

A nossa visita tinha endereço certo. O sítio Sertão da Bateia de Marcos Antônio Nalli. No ano anterior conseguimos contato com o Marcos através (acreditem!) do Facebook. Pesquisando produtores da região na internet acabei conseguindo falar com ele através da rede social. Conversamos bastante, recebi uma amostra e comprei 2 sacas do seu café. Foi um dos nossos melhores microlotes de 2014 e quando tentei comprar mais sacas, devido à procura dos nosso clientes, já não havia mais café no Sertão da Bateia. Por isto, um dos locais imprescindíveis na nossa viagem tinha que ser o sítio do Marcos.

foto_blog_7

Fomos recebidos com um carinho imenso por Marcos, sua esposa Luciana e seus filhos Breno e Beatriz. Conhecemos de perto a sua lavoura, onde ele processa e seca os seus cafés e estreitamos ainda mais a nossa amizade, que, certamente, será duradoura.

Ele nos apresentou aos outros produtores da região e nos convidou para a festa do Café Arábica que aconteceria no dia seguinte. Foi uma experiência que ficará em nossas memórias para sempre. Mas, além das boas amizades e recordações, pudemos trazer também 10 sacas do melhor café do Sítio.

foto_blog_6

O café da safra 2015/2016 já chegou e temos o prazer de manter, pelo segundo ano, em nosso portfólio, este café de incrível sabor frutado, notas florais e com um delicioso e duradouro after-taste. Se você ainda não conhece, é hora de descobrir o que é que a Bateia tem!

foto_blog_1

Marcelo Szporer